Centroface

Telefone: +55 (81) 3423-0840 |    (81) 98310-7838   

Após anúncio de surtos, população começa a se vacinar contra caxumba no Recife

Na manhã desta sexta, pessoas interessadas na vacina tríplice viral, que, além de proteger contra a caxumba, evita a rubéola e o sarampo

Depois do anúncio feito pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) de que Pernambuco enfrentou 76 surtos de caxumba no ano passado, acometendo 836 pessoas, a população começa a procurar a vacinação nos postos de saúde. A indicação feita pelos médicos é de que todos os adolescentes e adultos jovens que não tomaram as duas doses da vacina procurem orientação para se vacinar.

Na manhã desta sexta-feira (13), a Upinha Dr. Moacyr André Gomes, na avenida Norte, no Recife, já registrava interessados na vacina tríplice viral que, além de proteger contra a caxumba, evita a rubéola e o sarampo. A técnica de enfermagem Tatiana Rodrigues, 36 anos, foi com o filho Yago, 6, para garantir a imunização da família. “Acho importante me proteger e proteger meu filho diante do surto que estamos enfrentando. Meu esposo também vai vir se vacinar”, afirmou.

A coordenadora do Programa de Imunização do Recife, Elizabeth Azoubel, garantiu que todos os postos de saúde do município dispõem da vacina. “Todos os postos estão abastecidos com a vacina tríplice viral. Aquelas pessoas que nunca receberam a vacina podem procurar os postos para receber”, afirmou. De acordo com o médico infectologista Fernando Gusmão Filho, todas as pessoas suscetíveis ao vírus devem se vacinar. “Todo adolescente e adulto jovem que não tem certeza se foi vacinado deve procurar uma unidade de saúde para receber orientação”, afirmou.

A tríplice viral está no calendário normal de vacinação. As crianças devem receber uma dose aos 12 meses e um reforço aos 15 meses. Já para as crianças com mais de dois anos e que ainda não foram vacinadas, além de adultos entre 20 e 29 anos que também não sabem se tomaram alguma das doses, o indicado é que se aplique o imunizante em dois momentos, com intervalo de 30 dias entre as duas doses. Os adultos com idades entre 30 e 49 anos, só precisam de uma dose. As pessoas com mais de 50 anos não precisam se vacinar. Não há indicação para a vacinação de gestantes e alérgicos a ovo.

Febre amarela

Apesar de não ter nenhum caso de febre amarela registrado em Pernambuco recentemente, a informação de que 30 pessoas morreram com sintomas da doença este ano em Minas Geria, também preocupa. Por enquanto, pessoas que não pretendem sair de Pernambuco não precisam se vacinar, mas a Secretaria de Saúde do Recife indica que aquelas que forem viajar para áreas de risco devem procurar orientação médica antes da partida.

“Não há indicação nem urgência para que as pessoas que não vão viajar para fora de Pernambuco tomem a vacina. A gente está orientando principalmente para quem vai viajar para estados do Norte, Centro-Oeste e algumas cidades específicas do sul”, explicou a gerente da policlínica Lessa de Andrade, Priscilla Ferraz. 

Como não há urgência para a população pernambucana, nem todos os postos dispõem deste medicamento. A indicação é que as pessoas procurem o Centro de Orientação ao Viajante, que fica no Lessa de Andrade, no bairro da Madalena, Zona Oeste do Recife. “A enfermeira vai ver se existe alguma recomendação nacional ou internacional para a proteção para o determinado destino e, se houver, a pessoa será vacinada”, explicou Priscilla Ferraz.

O infectologista Fernando Gusmão Filho tranquiliza a população com relação à febre amarela. “A vacina que previne contra a febre amarela não faz parte do calendário básico vacinal. Não há urgência para se tomar a vacina que protege da febre amarela, apenas da caxumba. A da febre amarela só é necessária para quem for viajar”, concluiu.

BOLETIM ELETRÔNICO

Assine nosso boletim e receba as nossas dicas e novidades.

FACEBOOK